31 de mar de 2011

E o papai?


Estou quase concluindo as 38 semanas, cheia de saudade do meu marido que está quase chegando de viagem, mas ao contrário das grávidas em geral que estão a arrumar o seus ninhos com faxinas, estou bem quietinha. Ai gente, ta tudo pronto mesmo, não tem mais nada para fazer!

Estamos super felizes. Fui a médica e agora não preciso mais ficar de repouso...Ninguém tem noção do que significa poder perambular pela casa e poder sair de casa para passeios não muito cansativos. Ai Jesus, eu que tava super ansiosa para marcar a data do parto, hoje estou mais tranquila só em saber que vou sair com o maridão.


Bem, enquanto não marcamos a data, vou sair, vou tomar sorvete e ver o mundo lá fora, acho que vou achar tudo lindo, até porque 64 dias de clausura faz muita diferença. Vou finalizar as lembrancinhas e esperar mais um pouquinho. 

Amor, volta logo, estamos com saudades!! Acredite, Letícia ta esperneando de tanta saudade, vem papai, vem logo =D





27 de mar de 2011

Mexe linda. Faz o que quizer meu Amor!!





Coisa mais linda da mamãe. Fizemos uma apresentação especial para o papai, para ele matar a saudade dos chutes que ela tanto gosta de dar nele.
Te amamos!!!




25 de mar de 2011

Nostalgia

Nesses dias estou meio sem ânimo, na verdade eu to tão ansiosa que não encontro mais coisas para me ocupar, então só tem me restado sonhar.

Sonho com a chegada de Letícia, mas também sonho com os velhos tempos. Ontem eu quase não consegui dormir só relembrando como minha história começou com Wesley. Foi a retrospectiva!!


























Te amo Amor, pra sempre!



24 de mar de 2011

Consulta com a equipe de anestesista


Finalmente chegou a hora de conhecer o anestesista que irá me acompanhar no parto. Como se sabe, há pelo menos tres tipos de anestesia utilizada para parto, dependendo da modalidade escolhida.

Para parto normal costumam usar a perindural ou a combinada, a dosagem de anestésico é maior e é administrada por meio de um cateter pelo tempo que for necessário. 

Parto cesário a prache é usar a anestesia raquidiana (ou ráqui), sua dosagem é menor e tem efeito quase que imediato e sua duração é limitada.

No meu caso, como escolhi parto cesariano, será aplicada a ráqui, então fui correndo me informa tanto quanto possível e descobri que muita gente reclama de dores de cabeça, tem um prazo de horas que a paciente tem que ficar deitada sem mover-se.... blá blá blá blá blá.

Fui a consulta com o anestesista cheia de dúvidas e com um certo medo - aff como sou medrosa - mas tive uma boa impressão e saí aliviada. A ráqui terá efeito rápido, não preciso me preocupar em ficar imóvel, a médica disse que o ato de se mover não tem relação com possíveis dores de cabeça. O fato é que 5% das pessoas que se submetem a anestesia raquidiana podem apresentar dores de cabeça 3 dias após a sua aplicação, e esta pode perdurar entre 3 a 7 dias.

Enfim, poderei segurar minha linda nos braços assim que ela chegar ao nosso quarto, ficarei em silêncio para evitar sofrer com gases - conselho de mãe, sogra, cunhadas e a torcida do flamengo -  e já to pedindo desde já a Deus que não permita que eu não faça parte dos 5% que tem a tal dor de cabeça, mas também se tiver, poderei me medicar e fim de papo.

Só falta agora a ultima ultrasson e marcarmos a data do parto, então até breve o/




18 de mar de 2011

Rotina no final da gravidez


Encerro hoje 36 semanas, ou seja, estou prestes a ter minha filha nos braços.

Conforme tudo que li em sites só tenho uma coisa a concluir: Sou uma mulher privilegiada! Era para eu estar sentindo alguns incômodos há tempos, mas até agora nada.

1 - Sono: o meu sono deveria estar bem atrapalhado, com a pança grande demais não deveria ter a esta altura uma posição cômoda para dormir;

2 - WC: o famoso xixi. Deveria estar indo direto ao wc, fora que esta rotina contribuiria para um péssimo sono

3 - Dores e falta de ar: não tenho problemas de dores nas costas, mas tudo bem, estou de repouso e por isso mesmo não sofro em carregar a barriga, mas também não sinto falta de ar....to mais que tranquila.

4 - Azia: esta eu tiro o chapéu. Como eu fico deitada a maior parte do dia ou no máximo reclinada, a azia ta me corroendo faz mais de 30 dias. O certo seria eu dar uma andada depois das refeições, to proibida né. Com isso eu me entrego a medicação e relaxo.

kkkkkkkkkkkkk. Faz-me rir! ANTES de engravidar já acordava todas as noites para ir ao banheiro, graças ao hábito de beber muita água antes de dormir. HOJE isso não mudou, quando acordo, porque tem noite que passo direto, é apenas uma vez como antes.

Quanto ao sono, eu tenho dormido como um anjinho, certo que ao deitar de lado Letícia dá o seu show de sapatiado, mas converso com ela e logo ela entra no sono junto com a mamãe aqui, dormimos como duas princesas. Agora eu tenho levemente despertado sentindo seu movimentos, que são bem fortes já que minha barriga fica toda deformada, mas eu volto a dormir logo, pesado....Faz até medo no dia que ela precisar de mim no quarto ao lado. EU TENHO QUE ACORDAR GENTE!

Sou privilegiada?! Sou sim, porque além de dormir todas as noites ainda tiro dois "cochilos" - se é que isso pode se chamar de cochilo -  durante o dia, um de 9 às 10:30h e o outro de 16 às 17:30h.

HAHAHAHAHAHA. Problemas com o sono??? Não sei do que estás falando! Espero que Letícia seja igual aos pais =D







16 de mar de 2011

Novas preocupações



Eu resolvi falar das preocupações que tem me cercado, mas de nova não tem nada, até porque desde o momento que descobri a gravidez a primeira coisa que pensei foi se estava pronto para ser mãe.

Lembro que com menos de 1 ano de casada eu sonhei cuidando de um bebê, dando o famoso banho. Acordei e fiquei preocupada. Por quê? Porque eu nunca cuidei de um bebê e fiquei imaginando quanto incapaz eu era. Corri para a net e comecei a pesquisar como era a forma certa de dar os primeiros banhos em um bebê. Baixei o vídeo para mostrar para o marido e ele me afirmou a seguinte sentença: "Amor, não se preocupe, no dia que tivermos nosso filho mainha virá todos os dias para cuidar do banho!"

Mas como assim? E onde fica a minha ansiedade e vontade de ser auto suficiente para cuidar do meu filho?

Enfim, engravidei e as preocupações só se acrescentam, até porque quanto mais a gente pesquisa e se informa, mais cuidados aprendemos a ter. Agora no final da jornada, com apenas 20 dias para estar com Letícia nos braços eu me pergunto todo dia se estou pronta. E faço questão de afirmar para mim mesma que Sim, estou pronta! 

Estou pronta para ter minha filha, para cuidar dela e para cometer meus próprios erros! Claro que aceitarei a ajuda das mais experientes, mas eu mesma vou dar o banho de minha filha, trocá-la, mimá-la bem muito e lhe apresentar a rotina do nosso lar. Eu e meu marido é que educaremos e faremos do nosso jeito. Todo casal passa por isso, todo mundo tem sua primeira vez, e nós não iremos passar ilesos!

Enquanto ela não chega eu to me atolando de leituras. Como é que eu vou saber qual o motivo de tanto choro? Pode ser fome, sono, frio, calor, fralda suja, luz ou falta dela, abuso, mas eu vou aprender com Letícia, ela mesma vai me ensinar.

E o sono, como ajudá-la com uma rotina de sono? Estou lendo um livro e me apaixonei, me foi enviado por uma amiga e tem por título "Soluções para noites sem choro" de Elizabeth Pantley. Com certeza aprendi e vou consultá-lo por longos meses. Aproveite você também e aprenda tudo necessário para ter noites de sossego.

São muitos os cuidados, preparação do banho, troca de fraldas, sono, amamentar, como trocar o bebê, umbigo, como lavar e higienizar suas coisas, o que oferecer de brinquedos para estimulá-lo, música, clima, visitas, ambientes...depois vem papinhas...........ai, é muita coisa, eu vou me concentrar no que está mais próximo =D

Estou com tudo pronto para sua chegada, fiz o curso para gestantes e aprendi os primeiros cuidados e vou manter mente, corpo e alma em paz para que assim Letícia tenha muita tranquilidade e continue crescendo saudável.

Ai filha, to tão ansiosa para te ver, "...é como se eu tivesse esperado toda a vida para te embalar..."   TE AMOO!



12 de mar de 2011

Ansiedade? Com certeza!


É só um desabafo.... Eu to tão ansiosa pela chegada de Letícia que já nem me aguento mais.

Toda hora eu fico imaginando ela aqui em casa, sonho dando banho, trocando fraldas....enchendo ela de cheiro....Como será que ela será? O rostinho, o cabelo?

Faltam apenas 23 dias e eu estou contanto tudo, semanas, dias, horas, acontecimentos......ai ai ai ai ai, vamos simbora que minha mala e a de Letícia estão prontas.

Bye




11 de mar de 2011

Interação com a música


Estudos mostram que a música traz inúmeros benefícios para nós, mas não só para as grávidas como também para o bebê. Sabe-se que a partir de 20 semanas de gravidez o bebê já ouve o que se passa aqui fora, mas é partir de 5 meses de gestação que ele começa a gravar e diferenciar os sons. É a partir daí que ele reconhece e interage com a mamãe e o papai, são as vozes mais queridas!

A música ajuda a reduzir a ansiedade e acalma, por isso você deve procurar fazer um arsenal bem variado, assim você garante música por muito tempo e oferece uma variedade ao bebê possibilitando a ele escolher o que mais gosta. 

Dizem que a criança pode reagir conforme a música. Uma amiga minha disse que quando ela era bebê tinha uma música de Roberto Carlos que era bem emotiva. Quando a mãe dela colocava a música para tocar ela caia no berreiro. kkkkkkkkkk. Lógico que os bebês não sabe distinguir o triste do alegre, mas eles sentem.

Outros estudos dizem que crianças que ouvem música clássica  apresentam um desenvolvimento intelectual diferenciado, como a fala, escrita e até a matemática. Mas eu creio que o importante é você, mamãe, se sentir relaxada com a música, feliz e tocada, assim o bebê também terá o  mesmo sentimento. Esta é a melhor forma de desenvolver um vínculo ainda maior entre você e seu filho, ouvindo músicas que lhe agradam.

Certo que a música é ótimo instrumento, mas nada se compara a sua voz mãe. Ela acalma mais do que qualquer outra coisa, ela é como música suave e faz o bebê relembrar o tempo em que esteve no útero, assim como a voz do papai também auxilia neste papel.

Por isso ouça e cante bastante músicas e quando seu baby nascer coloque músicas no seu quarto. Quando for mais velho, cerca de 3 anos, estimule seu filho a explorar os instrumentos, garanto que será de melhor valia do que ficar feito uma estátua em frente a tv.


Letícia interage super bem com pelo menos 3 músicas que sempre canto para ela: Olha (Roberto Carlos), Pensar em você (não sei quem é o autor) e Crescer (Isadora Canto).







9 de mar de 2011

Enxoval do Papai



Para você que pensa que durante uma gravidez o pai não precisa preparar um enxoval está muito enganada. Não, eu sei o que estou falando sim! Nós quando descobrimos a gravidez começamos, óbvio, a pensar no quarto, o que achamos imprescindível ter lá: berço, cama, cômoda e/ou guarda roupa, e vai cortinas, trocador, quadros......... blá blá blá blá blá. Mas para os papais a coisa é diferente! 

Pais de plantão ou aqueles que almejam tal classificação, digam-me, em que vocês pensam quando refletem sobre a chegada de seu filho? 

1. A grana vai dá? Então começa-se a fazer malabares com as finanças e a fazer brotar $

2. O carro, cabe? É capaz de pensar em trocar de carro (lógico que dentro do orçamento) 

3. O bebê conforto! Eles querem logo resolver pq não vão sair de casa sem levar o filhote; 

4. Carrinho de passeio...a história se repete; 

5. Roupa do time, independentemente de ser menina ou menino; 

6. Se menino a bola; 

7. Se menina o tênis (marido comprou logo um all star rosa); 

8. Sling de preferência de cor favorável a ele; 

9. A babá eletrônica (eles só querem levantar quando for certeza de necessidade, não apenas por um suspiro hehehehehe) 

10. Câmera fotográfica, não pode faltar! 

11. Eles teem suas próprias músicas infantis, ou seja, são os famosos "trava língua" e molecagens; 

..... 

Se o pai for um amigo meu, Brunno, então vai comprar logo uma prancha!! =D 

Acredito que tenha mais coisas, mas particularmente vejo ser de extrema necessidade para o meu e o seu marido um bom colchão inflável. Por quê? Porque se for para cair no chão do centro cirúrgico, é melhor cair macio!! 

Vou deixar a bola para vocês que estão acompanhando. Você tem algo em mente? Então manda ver e, comenta!




8 de mar de 2011

Amar



Muitas são as formas de amor, amor de amigo, amor de filho, amor de companheiro, amor erótico, amor singelo, amor sincero, e tem inclusive o amor destrutivo, mas definitivamente somos criados para amar.

Em minhas leituras, seja dos atos das pessoas como também alguns artigos acerca da educação das crianças ouve-se muito falar que o excesso de amor acarreta inúmeros prejuízos a criança. Será mesmo? Como é que eu posso aceitar o fato de que amar minha filha poderá trazer mal para ela?

Eu nunca me senti desnorteada por ser amada, muito pelo contrário, nos sentimos mais seguros de nós mesmos e do outro, temos confiança para tentar novidades e somos felizes.

Ao ler um artigo da Crescer que tem por título "Amar demais não faz mal" finalmente encontrei as respostas que queria. AME SEU FILHO ATÉ A ULTIMA GOTA DE SUOR, LÁGRIMA E FORÇA, POIS AMAR DEMAIS NÃO O FARÁ MAL!

Amar não é admitir que seu filho pense e faça o que pensa, pelo contrário, é orientá-lo a tomar as escolhas adequadas. Este trabalho não é fácil, é desafiador, principalmente para uma mãe de primeira viagem como  eu, mas não podemos deixar de enfrentar estas informações e aplicá-las na nossa vida.

Filhos precisam de limites, hábitos, rotina, atividades e somado a tudo isso precisa de sua presença, sua disponibilidade de tempo, atenção, carinho e Amor!

O problema não estar em amar demais, mas em não amar... a sabedoria bíblica nos diz que "quem ama exorta, educa", sim, se eu amo eu defino as coisas, dou os limites, oriento, reclamo, dou beijo, agarro, digo eu te amo filha todos os dias (mesmo dentro da barriga, imagina quando nos braços), e quando ela estiver maior farei o que faço com meu marido, te amo para sempre, até o infinito!, deixarei recados, farei surpresas, me importarei com seus medos, sentimentos, a apoiarei.

É a falta de amor que repercute em tantos problemas entre pais e filhos, a falta de relacionamento. O amor se esfriou!

Ame muito seu filho, pois amar demais não faz mal!




6 de mar de 2011

Enxoval do bebê

Tenho que começar este post rindo muito, muito mesmo, porque procurar roupinhas tem sido praticamente os meus dias. Não posso bater perna na cidade nem no shopping, mas porque não ir aos sites e ver tanta coisa linda. 

Marido ri muito de mim, porque sempre que ele chega em casa eu to em algum site novo, já encontrei cada coisa linda que ninguém imagina. Sabe o que significa ver um culote jeans? É lindoooo! Coisas modernas para deixar nossos filhos cada dia mais lindos.



Já imaginou você desfilando na praia e seu bebê arrasando no modelito?


Lógico que tem sites que já fiz algumas comprinhas, mas tem sempre alguns que suspeitamos, enfim, é sempre bom avaliar as recomendações e a experiência de amigas. Lembrando que não adianta sair comprando descaradamente, nossos filhos crescem rápido e tudo ira ficar empilhado, então planeje bem se vai fazer um chá de bebê ou um chá de fraldas. Se a primeira opção for a sua, aproveite, coloque além de coisas utilitárias como também roupinhas fofas e aguarde para só depois você ir comprar o que faltou. Mas se optar pela segunda opção – chá de fraldas – corra para os sites e lojas e babe muitooo.

É importante considerar a política de troca dos sites como também se eles disponibilizam medidas de roupas  e calçados e seus respectivos tamanhos, sendo assim fica mais fácil acerta no que vamos comprar.

3 de mar de 2011

Cuidados com o enxoval

 
Como ainda não tinha tido convívio com uma criança não tinha como mensurar este universo que gira em torno dos bebês, ele é fofo, mas bem diferente do nosso e é preciso cautela.

Sou filha caçula e o primeiro sobrinho que tenho tem apenas poucos meses, e não to podendo acompanhar por conta do repouso que me encontro, sendo assim, corri atrás de todas as informações possíveis. Então vamos lá.

Não adianta sair comprando tudo quanto é roupa! Tem que haver um planejamento porque de nada vai adiantar tanta roupa, principalmente as carinhas e lindas, já que os babys não saem muito de casa. Bodys são coringas em se falando de roupa para bebê, é como o pretinho básico, tem que ter. Compre modelos que não prenda a cabeça, tem uns com gola específica para isso e escolha também os que tem botões na frente, pois ajudam na hora de vestir.

Tamanhos: Temos de ficar atentas para não sair comprando tudo de um tamanho só, pois estocar peças que não vai dar tempo de usar é triste. Isso se aplica aos calçados, por isso vá equilibrando as compras. No caso dos presentes, faça a troca.

Tecidos: Nós achamos que por se tratar de roupas para bebês há a obrigação de serem delicadas, mas não! Você deve observar os acabamentos, costuras e a maciez do produto, evita-se assim machucados na pele sensível do bebê - isto também se aplica aos calçados.

Lavagem: Por favor não use sabão em pó, líquido, alvejantes ou amaciantes habituais. A pele do bebê é muito sensível e ele não pode ser exposta a tal química. Além de sabão de côco, seja líquido ou em pó, temos hoje produtos específicos para lavar todo o enxoval. As vezes o preço é salgado, então estoque enquanto ainda está grávida. Lave tudo e engome com ferro quente. Guarde e evite manusear as peças, elas já estão prontas para uso. 

Se você já está com o enxoval em casa, ótimo, lave tudo e aguarde seu baby, mas se você acaba de descobrir que está grávida ou vai começar a investir no enxoval deixo uma dica do que deverá adquirir ao longo dos 9 meses, assim nem ficará com as finanças comprometidas como também não deixará para ultima hora.


1º e 2º mês 

- cremes e óleos para estrias. Vale a pena ir ao dermatologista e pedir recomendações; 
- 4 pacotes de fraldas P;
- meinhas de cores neutras; 
- babadores 

3º mês 

- 4 pacotes de fraldas P; 
- roupinhas de cores neutras (bodies, mijões, pagões) 

4º mês 

- 4 pacotes de fraldas M 
- carrinho 
- bebê conforto 
- Banheira

5º mês 

Depois de saber o sexo do bebê, já dá pra comprar bastante coisa de forma mais fácil. Compre tudo o que puder de roupinhas neste mês. 

- roupinhas, lembre-se de verificar o mês que o bebê irá nascer, para assim você comprar as roupinhas que melhor couber. 
-Toalha fralda e toalha capuz 
- 4 pacotes de fralda M 
- Berço
- cueiros 

6º mês 

- cômoda e/ou quarda roupa 
- Colchão 
- 4 pacotes de fraldas G 
- malas da maternidade (mãe e bebê) 
- sacolas de passeio (kits) 
- Camisolas e pijamas com abertura na frente, para levar para a maternidade e para usar em casa, quando amamentar. 
- sutiãs para amamentação

7º mês 

Passado o chá de bebê, dá para ter noção do quanto ainda é necessário. Com os móveis montados, compre tudo o que puder de roupa de cama e acessórios, como abajour e cortina. Também compra tudo o que precisa levar para a maternidade neste mês. 

- Cesto de higiene e trocador 
- itens de higiene: álcool 70%, contonetes, shampoo, condicionador, creme para assaduras, pente e escova, cortador de unha, óleo, algodão, lenços umedecidos, garrafa térmica, sabonete, saboneteira – fique atenta as validades 
- cobertores leves 
- Capa para carrinho 
- travesseiro anti-sufocante 
cinto pós-parto

8º Mês 

- 2 pacotes de fraldas RN para bebês até 4,5 kg para levar para a maternidade. Cuidado com fraldas RN que vão até 3,5kg, pois muitos bebês nascem com mais peso do que isso. 
- absorventes para seios, levar para a maternidade (isso se você não precisar usar antes, caso tenha vazamento de colostro) 
- cesto de roupas sujas do bebê 
- fronhas avulsas 
- mosqueteiro e posicionador para dormir (se não virem no kit de berço) 
- protetor de colchão (se o colchão não for plastificado) 

9º mês 

- bichinhos de banho 
- móbile 
- itens para a caixa de medicamentos: termômetro, aspirador nasal, remédios básicos, kit de primeiros socorros 
- chupeta e acessórios 
- mordedor 
- sling




Crescer




Esta palavra e sua aplicabilidade sempre estão presentes em nossas vidas, pois quem se acha perfeito demais para continuar a crescer, é incapaz o suficiente para fazê-lo. 

Ao acompanhar o crescimento de Letícia em minha pança pude refletir que não apenas ela crescia, mas primeiramente eu crescia como mulher, agora não apenas amiga, companheira e esposa, serei mãe! 

Nossa família está crescendo, nossas responsabilidades e Letícia também cresce, e como viu! (tem a quem puxar não é!?) 

É lindo acompanhar o seu desenvolvimento, é imensurável o sentimento de imaginá-la aqui em meus braços... Já viajei tanto com esta história de crescer que já a imaginei descobrindo as mãozinhas, mordendo tudo inclusive a mamãe aqui, se segurando no sofá para ficar de pé, escondida e com a cara mais traquina que toda criança levada tem, aos 5 anos querendo fazer as unhas comigo, querendo usar salto alto e se maquiar para sair. Incrível!!! 

Lembro que no auge dos meus 8 anos eu e meu irmão Dennis bagunçamos as roupas dos nossos pais para nos produzir. Eu coloquei um vestido, colar, salto alto, bolsa e até me maquiei (sombra Pink ok?! Prescindível), Dennis de terno e gravata, sapatos e ainda tentamos fazer uma barba nele com a sombra preta de nossa mãe, hihihihihih, é cômico. 



Agora eu terei um ser que irá tentar me imitar em tudo, isso acarreta grande responsabilidade e eu imagino que tipo de mãe serei, quero ser o mais perfeita possível. Depois virá a adolescência e eu torço para que ela dê o trabalho que eu dei a minha mãe... kkkkkkkkkkkkkk, e finalmente encontrará um jovem que se apaixonará por ela, e ela por ele, e lá se vai minha filhinha (que o pai se conforte com essa idéia). 

Enquanto a vida vai nos guiando por seus caminhos, precisamos aprender a crescer, não só o clichê de aprender a enxergar o lado bom dos acontecimentos, mas de fato aprender e ver a vida que nos cerca e encarar os fatos de frente, apreender os ensinamentos e evoluir. Enquanto isso nos é ensinado eu vou acompanhando minha família.







2 de mar de 2011

Desejo IV

Torta mouse de chocolate com morango


Esse foi o melhor desejo entre todos os que tive. Esta torta demorou para chegar, mas quando veio parar aqui em casa veio no capricho. 

Um belo dia eu me lembrei desta torta maravilhosa que vende em uma lanchonete e uma doçaria da cidade, e como toda grávida que sente desejo e se presa salivei, hehehehe, fiquei imaginando comer ela e pronto, liga para o pai, tem que sobrar para ele sim porque estou guardadinha dentro de casa e ele vem do trabalho, então nada mais justo do que ele trazer para mim.

Não foi desta vez que ele me atendeu com prontidão. Tinha reunião e sairia mais tarde, resultado, lugares fechados. Os dias foram passando, teve um que ele almoçou na mesma rua da lanchonete, mas não comprou minha torta, outro   ele esqueceu, e eu aqui a ver navios, foi se passando o tempo, mas meu desejo não passou, dia a dia eu lembrava e cobrava. Teve até um dia que ele disse que tinha trazido torta para mim, meus olhos brilharam, mas ele trouxe outra torta e não a que espero há tanto tempo.

Passei uns 8 dias clamando ao marido que me chegasse em casa com uma fatia bem grande da tal torta de chocolate com morango, e no sábado eu já não aguentava mais, antes de jantarmos ele foi numa doçaria  para comprar a minha torta. Finalmente =D

COMI PRA VALER! Ele para descontar o atraso  trouxe a mais para no outro dia eu me deliciar novamente....é perfeito este meu marido, tardou, mas não falhou. Amoooo!









1 de mar de 2011

Cuidados com a pele






Só em pensar nas espinhas e estrias eu fico chateada, raiva mesmo. Durante minha adolescência fiz inúmeros tratamentos para controlar as espinhas e quando finalmente me vejo livre delas e começo a aproveitar alguns aninhos de liberdade vem a gravidez e suas mudanças hormonais. Pois é, assim que completei meus 2 meses de gestação corri para uma dermatologista, primeiro que como eu passei a me ensebar com óleos começaram a surgir espinhas na minha barriga – ninguém merece! – segundo que minha pele está mais oleosa também, isso me trará as raivosas espinhas. 

Ao me consultar fui logo despejando minha insatisfação com relação as espinhas e também minha preocupação com as temidas manchas que surgem em algumas mulheres durante a gravidez e estrias. Ela me examinou e passou uma série de cosméticos. Ok! Fui a farmácia e foi aquela pancada não é mesmo, mas eu prefiro do que me aparecerem as estrias...ai ai ai ai ai 

Não adiantou, que ódio! Agora foi ódio mesmo. Eu me lambuzei demais gente, óleos durante o banho, pós banho, sem falar o creme que a médica me mandou passar e ainda me apareceram umas 5 estrias, depois me apareceram mais algumas outras. Sacooo... Ainda bem que foi no quadril, porque se fosse na barriga ou nos seios assim o desespero ia me subir pela cabeça. É por isso e mais outros relatos que conclui que estria é coisa de pele e de pessoa, se você tem uma pele naturalmente hidratada e grossa a probabilidade de ter estrias é menor, mas se for como a minha, que se hidrata parece que exagerou, e fina, não adianta, é se conformar que vai aparecer algumas estrias e não encanar com isso. 

Todo dia me olho, vasculho se tem alguma visita indeseja, fico desgostosa, já chorei inclusive, pois quando é que me livrarei delas? No dia que o dinheiro esquecer o caminho da conta de alguém e cair na minha, ai eu corro para uma clínica de estética e busco a melhor solução. Foi então que eu pensei um dia – “estrias deveriam ser como varizes, a gente se submetia a uma cirurgia e arracava acabava com todas elas!” 

Enfim, marido conversa comigo, diz para eu não me chatear, manda eu pensar em Letícia e me conforta, mas minha mente vira e volta relembra destas marcas. Não vou sofrer e me descabelar não. Fiz o que podia, paguei caro usando alguns cremes e prefiro pensar que se não os tivesse usado teria sido pior. Com o tempo elas vão ficar brancas e eu estarei com minha filha nos braços, nem vou mais ter tempo de pensar e me chatear com ela. Adeus estrias, adeus! 

Li em algum lugar uma receitinha de creme para prevenir as estrias, se você quiser tentar, ta na mão: 

1 bisnaga de hipoglós pequena
1 vidrinho de óleo de amêndoas de boa qualidade 
1 ampola de arovit (vitamina A)
1 hidratante bem grosso

Misture tudo e armazene em recipiente apropriado. Use com gosto.







Você poderá também gostar de: